A Utopia de um “Novo Nutrir”

Roberta Tavares de Freitas Castellani Alves da Silva [1]
Nutricionista, Membro do Time de Lideranças e Mentora Associada da UniverSaúde

No artigo “Os dez mandamentos do ‘novo normal’ que se avizinha”, Érico Vasconcelos, Diretor da UniverSaúde, levanta um questionamento sobre como viveremos pós pandemia e o impacto em nossas vidas em distintas áreas. 

Como Nutricionista penso que gostaria de ver este “novo normal” estender-se na maneira em como nos nutrimos. É o momento de rever nossos hábitos alimentares e nosso estilo de vida. A saúde está em alta e todos querem aumentar a imunidade através de alimentos milagrosos contra a Covid 19. Porém não existe um alimento milagroso ou um nutriente específico capaz de realizar esta façanha. 

O caminho é com certeza a combinação de vários nutrientes e substâncias funcionais que nutram o organismo trazendo benefícios como o aumento da imunidade, eliminando os fatores de risco, prevenindo doenças ou amenizando seus sintomas. Entretanto, no caso da Covid-19, além de nutrir-se com qualidade devemos seguir criteriosamente todos os protocolos de prevenção da doença emitidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS). 

Por que não repensar o modo de se alimentar daqui para frente da mesma maneira que estamos nos adaptando a usar máscaras, fazer aulas online, trabalhar em home office, realizar festas no zoom etc.? 

A resposta é hábito! Nós nos acostumamos com as mudanças, o ser humano é adaptável e deve adaptar-se a uma nova dieta, prestando mais atenção no que coloca em seu corpo. Tenha uma relação de respeito com você e o alimento! 

Nesta quarentena muitas pessoas estão tendo a oportunidade de ficar em casa e devem aproveitar para cozinhar mais alimentos in natura e deixar de lado os alimentos ultraprocessados. Existe uma máxima de boas práticas de alimentação que diz: “Descasque mais e desempacote menos”. O prazer de cozinhar deve ser resgatado. 

E aqueles que não podem estar em casa podem tentar trocar um lanche pronto ou industrializado por uma marmita saudável trazida de casa. Não é fácil nem prático, mas é um investimento incalculável em você. Todos deveriam olhar para sua alimentação e pensar como Hipócrates, que há mais de 2 mil e quatrocentos anos atrás já dizia “Que seu remédio seja seu alimento e que seu alimento seja seu remédio”. 

Enfim, cuidemo-nos! Procure a orientação de um Nutricionista, consuma mais alimentos in natura e dê preferência aos da estação; que além de serem mais nutritivos e saborosos, são mais baratos.

__________________________________
[1] Roberta Tavares de Freitas Castellani Alves da Silva é profissional da área de Nutrição focada na área clínica com experiência em atendimento de pacientes com diversas patologias, auxiliando no progresso da saúde de forma geral, através da nutrição. Graduação parcial em pedagogia, tendo facilidade didática e gostando de abordar o universo nutricional. Atualmente empresária e Membro do Time de Lideranças e Mentora Associada da UniverSaúde.

Categories:

Tags:

6 Responses

  1. Muito bom!! 😍 Muito importante repensar a adaptação a uma nutrição mais saudável, principalmente no momento atual. 👏🏽

  2. Ótimo texto!
    O momento é mais que propício às transformações de hábitos. Antes, reclamávamos da falta de tempo e agora, temos uma flexibilidade muito maior.
    O poder de escolha que temos impacta dentro e fora de nós.
    A hora é agora!

  3. Intigante seu artigo precisamos mudar nossos hábitos e esta é a nossa grande batalha na saúde. A grande dificuldade junto aos usuários dos grupos de risco e precisamos buscar caminhos e meios para a adesão á um novo estilo de vida.

  4. Parabéns pelo texto Roberta!! Sempre muito bom perceber como de tudo podemos tirar proveito!! Adorei seu texto!! Parabéns por valorizar a culinária caseira!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *