DEPRESSÃO ou TRISTEZA?

Bruna Ceruti Quintanilha [1]
Professor Associado da UniverSaúde

Percebo que a palavra depressão, atualmente, tem sido utilizada para descrever qualquer momento ou evento em que a pessoa está triste ou não se sente bem. É preciso que tenhamos cuidado… Chamar tudo de depressão acaba por banalizar o seu real significado.

A Depressão é uma doença que acarreta um sofrimento imenso e intenso para a pessoa. Por isso, antes de falar está deprimido ou que tem depressão, atente-se a seus sentimentos, a intensidades e a frequência deles.

Os sintomas mais comuns da depressão são: tristeza profunda, irritabilidade, medo, perda de interesse e apatia, mudanças no sono ou insônia, alteração de apetite e peso, muito cansaço, sentimento de culpa, falta de concentração, baixa autoestima, pessimismo, pensamentos suicidas, raciocínio lento, perda de libido, mudanças nos movimentos corporais, fores físicas e angústias e muito cansaço.

Lembre-se, perante uma perda ou situação difícil é normal nos sentirmos tristes, termos alterações de sono e apetite, mas são sintomas que passam ou melhoram com os dias. Assim, antes de falar que está deprimido, avalie a intensidade, o tempo e o que tem sentido.

Para caracterizar que a pessoa está com depressão é preciso que se encontrem presentes mais de um dos sintomas citados e só quem pode apontar o diagnóstico é um profissional “psi” da saúde. Por isso, na dúvida, ou se percebe sua dor e sofrimentos como muito intensos procure ajuda de um psicólogo e/ou psiquiatra.

__________________________________________________________________

[1]Bruna Ceruti Quintanilha  -Psicóloga- CRP04/401179 e Mestra em Saúde Coletiva/PPGSC-UFES

Categories:

Sem respostas no momento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.