Os Excessos e a Quarentena

Por Bruna Ceruti Quintanilha
Professora Associada da UniverSaúde

O fato de estarmos em isolamento e com menos atividades externas pode aumentar nosso nível de ansiedade. Por isso, a importância de atividades físicas e de uma rotina para ajudar a manter nossa organização psíquica.

Fique atento se você está comendo de modo compulsivo (ou seja, em grande quantidade, ou a todo momento), abusando de doces ou bebidas alcoólicas. Cuidado também com o uso de medicamentos psicotrópicos sem recomendação medica, afinal, é esperada a mudança no sono (seja seu excesso ou insônia) devido as preocupações se medos disparados pela pandemia.

Outro cuidado diz respeito ao consumo de bebidas alcoólicas, que aumentou bastante durante quarentena. Em relação a saúde mental sabemos que as bebidas possuem um efeito de anestesia e são socialmente associadas a um fator de relaxamento e fuga dos problemas. Contudo, o álcool promove no sistema nervoso um ciclo de euforia seguido por um de depressão, ou seja, num primeiro momento a pessoa se sente muito alegre e com a continuidade de uso tende a ficar triste.

Assim, o uso excessivo de bebidas alcoólicas pode piorar o estado de tristeza, angústia, incertezas que passamos com a pandemia. Além disso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou o uso e venda moderada de bebidas alcoólicas durante a pandemia, pois o álcool diminuí a imunidade, o que aumenta o risco de contaminação por COVID19.
Não exagerem! Se cuidem!

_________________________________________________________________

[1] Bruna Ceruti Quintanilha – Psicóloga- CRP04/401179 e Mestra em Saúde Coletiva/PPGSC-UFES

Categories:

Sem respostas no momento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.