top of page

O que comemoramos no dia da Saúde?

Larissa Marques Grisi [1] Membro do Time de Lideranças e Mentora Associada da UniverSaúde

Carolina Fanaro da Costa Damato [2] Membro do Time de Lideranças e Mentora Associada da UniverSaúde

Dia 07 de abril foi o dia de celebrar a importância da saúde física e mental e sua preservação para manutenção da qualidade de vida.

O Dia Mundial da Saúde, no contexto atual, traz a tona discussões sobre a universalidade da saúde, a importância das ações coordenadas como implementação e reestruturação de políticas públicas, enfoque multissetorial para abordagem dos determinantes sociais da saúde bem como o envolvimento de toda sociedade nas ações de prevenção.

Nós nos deparamos com a necessidade do trabalho multiprofissional, humanizado e bem capacitado para enfrentamento de novas condições de saúde advindas da pandemia do Coronavírus. Enfrentamos também o despreparo do nosso sistema de saúde em dar vazão as condições criadas pela COVID-19, no entanto podemos contar com profissionais de saúde dedicados que tem se esmerado para levar o melhor atendimento e acolhimento à população.

Nessa data, em meio a turbulência dos acontecimentos, somos levados a novas reflexões para o futuro da saúde e também o olhar para os profissionais de saúde por nova perspectiva. Respeito, melhores condições de trabalho, salários dignos e carga horária compatível com uma vida com qualidade é o maior reconhecimento e agradecimento que esses profissionais merecem! Enquanto lutamos por isso e pelo direito de serem cuidados vamos sim, valorizar, reconhecer, agradecer essa grande rede que faz a saúde acontecer.

Temos uma revolução em curso! E ser agente de mudança em meio a essa revolução é, no mínimo, um ato de compaixão e amor à vida! Gratidão é a palavra..

Que neste 07 de abril de 2020 revisitemos as coisas mais simples como a higiene das mãos, a etiqueta respiratória, as relações humanas com comunicação saudável e empática. Que a ampliação da consciência sobre saúde e bem-estar passe pelo entendimento da autorresponsabilidade com os processos de saúde como pequenas coisas que dão grandes resultados. A saúde de um é a saúde de todos. E a saúde de todos depende da saúde de cada um. Somos e estamos todos conectados, tal como uma mandala, que representa a relação do homem e universo. Originalmente as mandalas eram espaços de conexão com o sagrado. E agora, estamos todos sendo convidados a retornar ao nosso sagrado, a nossa saúde e aos nossos cuidados.

Em outras palavras, estamos juntos, mais do que nunca! E seguimos conectados, cuidando e nos inspirando uns com os outros. Do dia Mundial da Saúde em tempos de pandemia, que o universo (que somos todos!) se inspire e se conecte em um mantra de cuidado e de saúde, afinal, ser saudável implica no equilíbrio entre as dimensões da vida.

Cuidar de quem cuida nunca foi tão desejado e imprescindível como agora, momento em que estar saudável fisicamente e emocionalmente são chaves essenciais para a transformação do jeito de fazer saúde no país. E aqui vemos também a importância do autocuidado, muitas vezes esquecido por estes incríveis profissionais, em nome do cuidado ao próximo. Cuidar de si para poder cuidar dos demais nunca fez tanto sentido!

E ter um sistema universal de saúde torna-se a cada dia mais necessário. Saúde para todos. Saúde por todos! É o que nós da UniverSaúde queremos e desejamos a todos!

___________________________

[1] Larissa Marques Grisi é fisioterapeuta, especialista em Gestão em Saúde, com experiência profissional em órgãos públicos e empresas privadas. Iniciou atuando como fisioterapeuta com enfoque em reabilitação neuro-motora e realizando atendimentos em clínica, hospitais e homecare. Em 2006 especializou em Fisioterapia do Trabalho e Ergonomia. Em 2012, apaixonada pelo Sistema Único de Saúde e querendo poder fazer mais pela Saúde, fez Gestão em Saúde e iniciou suas ações no Ministério da Saúde. Trabalhou como técnica especializada por 3 anos no Departamento de Gestão da Educação em Saúde da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde com o programa de Valorização dos profissionais de saúde da Atenção Básica e em projetos de educação permanente. Nos últimos quatro anos foi gestora do Programa Mais Médicos do Departamento de Planejamento e Regulação da Provisão de Profissionais de Saúde, coordenando projetos e equipes.

[2] Carolina Fanaro C. Damato é Fonoaudióloga, Mestre em Saúde Materno Infantil e MBA em Gestão em Saúde pela FIERP/USP. Consultora em comunicação humana, Membro do Time de Lideranças da UniverSaúde, Membro do Departamento de Saúde Coletiva da SBFA gestão de 2020-2022 ocupando cargo de Coordenadora do Comitê de Atenção à Saúde. Experiência de 10 anos na gestão de serviços de Saúde, com atuação em Organizações Sociais de Saúde na Gerência de Unidades Básicas e Especializadas de Saúde em municípios de grande porte.

1 visualização0 comentário
bottom of page